Noticias‎ > ‎

ATA DE REUNIÃO DO GT PET NO MINISTËRIO DA AGRICULTURA

postado em 23 de fev de 2012 12:00 por Renato Garcia da Silva
ATA DE REUNIÃO DO GT PET NO MINISTËRIO DA AGRICULTURA - 23/02/2012 11:20


ATA REUNIÃO DO GRUPO TEMÁTICO DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO (GT PET)

 

 

Data: 01/02/12

Horário: 10h00min às 16h00min

Local: MAPA, Esplanada dos Ministérios, Sala do CNPA, Brasília.

Presentes: Paulo Márcio Mendonça Araújo (MAPA), Joana Vieira (MAPA), Vinícius A. de Sá (MAPA), Roberto Claudio Bezerra (CBKC), Walter Motta (ABZ), Rafael V. Monteiro (SBZ), Aloísio Pacini Tostes (COBRAP), Luiz Paulo Amaral (ABRASE), Luiz Belota (ANAPASS), Wanderson Alves Ferreira (ANCLIVEPA BRASIL), Paulo Carvalho Castilho (ANCLIVEPA BRASIL), Simone Bandeira (CFMV), Vanessa Bretas (ABINPET), Diego Henrique S. Bonilha (ABINPET), Martina Campos (ABINPET), Cristiano de Sá (ABINPET), José Edson Galvão de França (ABINPET).

 

Pauta:

 

1.      Abertura (10h00min – 10h15min)

2.      Definição de Animais de Estimação (10h15min – 11h00)

3.      Apresentação das necessidades e problemas de cada entidade (11h00min – 12h00min)

4.      Almoço (12h00 – 13h00)

5.      Apresentação das necessidades e problemas de cada entidade - Continuação (13h00min – 14h30min)

6.      Apresentação das estratégias dos subgrupos de trabalho (14h30min – 15h30min)

7.      Definição da próxima Pauta – Convite aos membros do Ministério do Meio Ambiente e IBAMA para discutir problemas nas criações. (15h30min – 15h45min)

8.      Outros assuntos (15h45min – 15h55min)

9.      Encerramento. (15h55min – 16h00min)

 

Ata: A reunião teve início às 10h10min.

 

Item 1. A abertura da reunião foi feita pelo Dr. Paulo (MAPA), devido à ausência do Dr. Marconi (MAPA) por licença médica.

  • Foi ratificada a importância do GT PET, bem como a provável evolução do Grupo Temático para o status de Câmara Temática, com o bom andamento do mesmo.
  • O GT PET recebeu da ANAPASS (Associação Nacional dos Criadores e Proprietários de Animais Silvestres e Exóticos) a solicitação de inclusão como membro permanente do Grupo, sendo este pleito aceito após votação dos membros presentes. O Sr. Luiz (ANAPASS) apresentou-se ao grupo, bem como a entidade e escopo de atuação.

 

Item 2. Na última reunião do GT PET houve grande discussão sobre qual seria a melhor definição para “animais de estimação”. Na ocasião, o Sr. Walter (ABZ), ficou com a incumbência de estudar uma melhor definição e apresentar ao Grupo. De acordo com o Sr. Walter (ABZ), precisávamos definir animais de estimação separadamente dos integrantes do setor, pois isto estava gerando confusão. Ficou definido em reunião pelos presentes:

  • O GT PET entende que devemos apresentar uma definição que mostre a importância do animal de estimação, até mesmo para indicar que ele não é “supérfluo”, também indicando todas as funções que ele pode exercer. Desta forma, após discussão e votação, ficou definido que Animais de Estimação são todos aqueles “criados para o convívio com os seres humanos por razões afetivas, gerando uma relação benéfica. Têm como destinações principais: terapia, companhia, lazer, auxílio aos portadores de necessidades especiais, esportes, ornamentação, participação em torneios e exposições, conservação, melhoramento genético e trabalhos especiais.”
  • Partindo da definição de animais de estimação, o GT PET também definiu o setor, sendo este o “Segmento do Agronegócio relacionado com o desenvolvimento das atividades de criação, produção e comercialização de animais de estimação.” 
  • Os principais Stakeholders (atores) do Setor Pet foram definidos pelo GT PET como “indústria de produtos, serviços médicos, serviços técnicos especializados, rede de comercialização, criadores e criatórios, entidades e associações e órgãos reguladores”.
  • Por fim, foram definidos os grupos de animais que se encaixam na categoria animais de estimação. Eles são representados pelos “cães, gatos, aves canoras e ornamentais, peixes ornamentais, outros (répteis, pequenos roedores e pequenos mamíferos).”

 

Todas estas definições permitem ao GT PET uma clara visão do Setor e de como podemos representá-lo e desenvolvê-lo.

 

Item 3 e Item 5. Neste momento da reunião, as entidades presentes puderam manifestar rapidamente os problemas enfrentados nos respectivos subsegmentos. Dentre os principais pontos, podemos citar:

  • Licenciamento de animais silvestres;
  • Publicação de lista de animais permitidos para criação;
  • Falta de regulamentação no âmbito do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e IBAMA;
  • Problemas com anilhamento;
  • Animais de estimação são considerados “supérfluos” perante a Receita Federal;
  • Problemas de Saúde Pública, como campanhas nacionais de vacinação e castração;
  • Receituários Veterinários (consulta de balcão);
  • Problemas de Fiscalização dos estabelecimentos veterinários (ausência ou irregularidades referentes ao Responsável Técnico);
  • População de cães errantes ou de rua (Problemas de Zoonose);
  • Necessidade de construção de imagem positiva do setor;
  • Dados mais amplos do mercado (número de animais, faturamento, importação, exportação, etc.);

 

Partindo de tais pontos, devido à amplitude de assuntos, o Dr. Paulo (MAPA) propôs a elaboração de uma agenda estratégica para o setor pet, da mesma forma que é feita com as outras câmaras. Os membros do GT PET presentes concordaram com a idéia. A próxima reunião do Grupo terá como Pauta única a elaboração de tal tarefa, onde será feito um importante diagnóstico do setor e serão definidas as prioridades.

 

Item 6. Na apresentação dos subgrupos, a ABINPET apresentou um compilado de informações do subgrupo de Imagem Setorial e do Subgrupo de Inteligência. Foi ratificada a importância de se obter informações de todas as entidades para que os subgrupos possam fornecer embasamento para a elaboração da agenda de trabalho. Também foi reiterado que as entidades nomeiem representantes para cada subgrupo e trabalhem em conjunto para não enfraquecer as ações.

 

Item 7. Conforme supracitado, a pauta da próxima reunião será a elaboração da Agenda Estratégica. A partir desta elaboração, o GT PET poderá ter uma estratégia definida para a elaboração de uma proposta de reunião com o IBAMA ou qualquer outro órgão regulador e entidades.

 

Item 8. Não tivemos outros assuntos na reunião.

 

Item 9. A reunião teve seu encerramento às 16h30min.

A próxima reunião do GT PET será no dia 14 de março, às 10 horas, em Brasília (Sede do MAPA).

 

Fonte: www.criatoriodametro.com.br
Comments